Total de visualizações de página

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Sabedoria de um sertanejo brejeiro



(Um cadim de sabedoria até que é bão, né não?!)





Ah!Quando a gente ama sem ser amado,
A solidão produz saudade doida.
Mas,quando a gente se mete a amar sozinho,
Abrem-se as janelas d’alma pra vadia amargura,
E ela se instala na gente, sem pena, sem dó!

E se a gente insistir em amar sem ser amado,
Sem ser querido, sem ser compreendido...
Aí é dá muita trela à inconsequente imprudência,
Que, por si só, desgasta muito o brio d’alma da gente!

Ah! Mas, como não ser imprudente, insistente e inconseqüente,
Se a gente sempre está em busca do amor da gente?!
Então, quem sabe se não vale a pena
A gente ser só um pouquinho imprudente, hein?  


Montes Claros (MG), 20-04-2014
RelMendes



quinta-feira, 10 de abril de 2014

O meu amor



      (não é apenas um sentimento!)



Ah! O meu amor é uma pessoa linda.
    (tem até nome... sobrenome...
     CPF... RG... e residência fixa!)
Por isso...as vezes,
    (por horas e horas a fio)
Fico a contemplar...
   (De esguelha...evidentemente!)
O meu amor buliçoso
A se movimentar...e se movimentar
   (Daqui pra li e de lá pra cá)
Desde o seu despertar...
   (logo após o alvorecer!)
Até o climatério da noite vadia,
Só pra encher de vida
E enfeitar de alegria
O belo recanto,
Onde, sorrateiramente...
Nossa paixão serenada
Se esconde...

Ah! O meu amor...ensandece-me,
Fascina-me...inebria-me... alucina-me,
Porque vivenciá-lo é puro encantamento.
Sabem por quê?
Porque meu amor é meu tesouro...ora!

Montes Claros (MG),10-04-2014
RELMendes